sexta-feira, 24 de julho de 2009

América espera manter planejamento

Após duas rodadas da Copa Paulista de Futebol, o América somou apenas um ponto – no empate diante do Mirassol, pelo placar de 2 a 2. Apesar de ainda não ter vencido na competição, o técnico da equipe, Carlos Rossi, espera manter o que foi planejado antes do início do torneio. “A expectativa é continuar seguindo o mesmo planejamento. O objetivo é observar o maior número de atletas para saber quem tem condição de seguir no clube para a próxima temporada”.

O próximo adversário do América na Copa Paulista será o Sertãozinho, domingo, fora de casa. Para esta partida, a equipe deve ter novas mudanças. “Já fiz três alterações na última rodada, contra a Ferroviária, e agora vou fazer mais três. O elenco mudou bastante com relação ao Campeonato Paulista da Série A2. Apenas seis jogadores permaneceram no clube. Estamos com um grupo muito jovem”.

A intenção do América é usar a Copa Paulista como um laboratório visando a Série A2 de 2010. “O nosso principal objetivo esta no campeonato do ano que vem. Depois que definir os jogadores que vão permanecer no clube, com certeza vamos buscar novas contratações. É claro que o resultado conta – na Copa Paulista –, mas temos que começar a planejar o próximo ano”.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Vídeo do gol do título

video

Gol do título americano marcado por Zambiasi

Imagens da Grande final, da festa rubra e branca

Vista frontal do Teixeirão
Fernando Fumagalli

Escalação do América

O Teixeirão em festa
Sérgio Guedes

Luís Fernando destaque do América

O Homem gol americano

Cris

Caixão da Macaca

Festa da torcida Americana no teixeirão

Cilinho comemora o título

A 10 anos Gritávamos É CAMPEÃO

Sérgio Guedes levanta a taça

Teixeirão para americanos

Jogadores e torcida fazem a festa
Gol do Título, gol de Zambiasi

Créditos das imagens
Fábio Danilo

À 10 anos gritavamos É CAMPEÃO

Conheça a história de um dos maiores títulos da história do América


1997 o América caiu no Paulista fez uma campanha vergonhosa, Contratou 50 jogadores para a série A1, ficou na lanterna de seu grupo com apenas 17 pontos em 23 rodadas...
1998 o América disputa a série A2, depois de 34 anos de elite, e de firmar seu nome para sempre na história do futebol paulista, ali estava o Rubro, disputando a segunda divisão do futebol estadual.
O time começou bem foi perder só na 8° rodada para o Bragantino por 2x0 e Bragança Paulista, classificou fácil na primeira fase, foi líder do seu grupo, mas na segunda fase ficou em segundo a dois pontos do líder e acabou continuando mais um ano na segunda divisão estadual...
Ai chega 1999, uma torcida apaixonada e que estava acostumada a grandes equipes do América acreditava que daquele ano não passaria, aquele ano o Mecão voltaria a elite.
O América estreiou contra o Juventus, jogo na rua Javari que terminou empatado em 1x1, a estréia em casa foi contra o São caetano e mais uma vez a equipe ficou no empate, dessa vez em 3x3.
Após três empates a primeria vitória americana veio só na quarta rodada contra o Noroeste em casa,3x0, depois em mais um jogo em casa nova vitória dessa vez por 3x1 diante a equipe do Santo André...Na sexta rodada o América vence a primeira fora de casa, vitória por 2x1 contra a Ponte em Campinas.
A primeria derrota na primeira fase veio só na....ops não veio, a equipe americana com uma campanha indiscutível e pra lá de sensacional encerra a sua participação na primeria fase de maneira invicta com 13 vitórias e 9 empates, destaque para as vitórias de 4x0 sobre o EC Corinthians de Presidente Prudente e sobre o Comercial de Ribeirão.
Chega a segunda fase, e com ela o orgulho e a esperança americana de voltar a elite...O time estava invicto e estreiava fora de casa contra o Botafogo de Ribeirão e o resultado encheu ainda mais a torcida de alegria, vitória de 3x1 em pleno Santa Cruz, gols de Marcinho, Luis Fernando e Marcos Denner.
A estréia em casa do Mecão na segunda fase foi contra o Santo André e a equipe americana não passou de um empate 3x3, gols de Marcos Denner, Jean e Roberto Carlos.
Terceira rodada: O América invicto vai até São Caetano do Sul, e repete o placar do jogo contra o outro time do ABC, mais uma vez 3x3, dessa vez os gols são de Roberto Carlos e Gilson duas vezes, o lateral artilheiro.
Quarta rodada: o jogo é contra o São Caetano mais uma vez, dessa vez em casa, estádio cheio e o América não decepcionou, ganhou de 4x1 e deu um passo importante rumo a final, gols de Fernando Fumagalli, Guilherme e Roberto Carlos tudo no primeiro tempo e Marcos Denner no segundo tempo o reserva de luxo americano.
Chega a quinta rodada, o time que passara 26 partidas de invencibilidade do América, o time iria viajar para Santo André jogar aquela q poderia ser a partida do acesso, mas pela primeira vez o Rubro levou um revéz no campeonato, perdendo para o Santo André por 1x0 no grande ABC.
Então ficou tudo pra última partida, tinha que ser sofrido, time que mostrar que para subir não bastava elenco, tinha que ter alma, tinha que raça, coração e tinha que ter FÉ, tinha que mostrar que o sangue que corre em nossas veias é vermelho, vermelho paixão, vermelho Mecão.
O jogo era contra o Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio Benetito Teixeira, lotado de torcedores, fé e paixão o América jogaria aquela partida com Sérgio; Gilson, Jean e Zambiasi e Guilherme; Reginaldo, Luís Carlos Oliveira, Fumagalli e Luís Fernando; Marcinho e Roberto Carlos, e sobre o comando do competente Cilinho a equipe foi em busca da vitória e de olho no Santo André, time que poderia ameaçar as chances alvi-rubra e o rubro foi pra cima e logo abriu o placar com Luís Carlos aos 12 minutos, aos 15 da etapa final Fumagalli fez o gol do acesso ampliando para o Mecão, mas tinha que ter o sofrimento e o Botafogo de Muricy Ramalho diminui com Mauro aos 32 mas a reação parou por ai e o Mecão por 1 gol de saldo conquistava ali o acesso a elite do futebol paulista, depois de dois anos na divisão de acesso.
Mas ainda faltava uma coisa, faltava apenas a cerejinha do bolo, e o América foi em busca dela, do outro lado a centenária Ponte Preta, clube tradicional e que buscava um titulosinho para sua história e ainda fazia o primeiro jogo em casa.
Primeira partida da final: Jogo em Campinas, Moiseis Lucareli lotado e todos acreditando muito na vitória da macaca, já que o América jogava por dois resultados iguais, a Ponte foi a campo com Alexandre; Daniel, Fábio Luciano, Ronaldão e André Silva; Roberto, Mineiro, Piá e Dionízio; Wesley e Claudinho, sobre o comando de Marco Aurélio Moreira e o Mecão sobre o comando de Clinho foi a campo com Sérgio; Roberto Silveira, Zambiasi, Jean e Guilherme; Reginaldo, Sousa, Luís Fernando e Fumagalli; Roberto Carlos e Marcinho. Apesar de toda movimentação o jogo foi nervoso com uma espulsão pra cada lado e acabou ficando no empate de 0x0 o que beneficiou otbm Mecão e o deixou com uma mão na taça, já que jogava por um novo empate no Teixeirão.
Dois dias depois chega o grande dia, o dia da finalíssima um dia que jamais sairá da memória dos torcedores americanos, do amor ao rubro que fez com que o estádio lotasse por completo, sim dia 22 de julho de 1999.
O América repete a escalação e com o apoio da torcida vai pra cima da Macaca, um jogo muito pegado e nervoso, mas a torcida toma um susto aos 30 minutos do segundo tempo Julinho que tinha saido do banco de reservas entra e faz o gol da Ponte, o América vai pra cima na base do tudo ou nada, sai o atacante Roberto Carlos e entra o zagueiro Cris no seu lugar e o zagueiro Zambiasi passa ser o centro avante da equipe devido sua estatura e bom cabeceio, e não deu outra aos 37 ZAMBIASI empata para o Rubro, fazendo assim o gol do título americano, o tricampeonato da série A2 do Mecão, com até então 14 participações no torneio de acesso.
(A imagem acima retrata a hora que a bola entrou no gol da Ponte)
Logo mais (hoje as 20Hrs) será postado um vídeo feito por Fábio Danilo com os melhores momentos da final e a festa da torcida americana, e em breve o vt do jogo estará disponível para download aqui mesmo no blog, faça como o América em 99...Não perca.
.
.
Créditos
Adriano Inácio texto
Fábio Danilo Imagens e Vídeos







sábado, 18 de julho de 2009

Depois de 3 meses Mecão volta a Araraquara

Domingo vai fazer 3(três) meses do inesplicável Ferroviária x América...
sim, o pífio 0x0 com Ferroviária, ja rebaixada e jogando cheio de garotos, o resultado que nos eliminou na série A-2.
A tristeza era estampada no rosto de cada americano que viajou, apoiou e acreditou até o fim na vitória e na classificação da equipe americana.
Mas três meses se passaram e algumas coisas mudaram, hoje é início de campeonato e não o fim como em abril, dessa vez a Ferrinha é líder e não o lanterna, a importância do campeonato é outra, mas uma coisa não mudou, a esperança de dias melhores da torcida alvirubra, de ganhar a Copa Pulista e disputar uma Copa do Brasil, de se reerguer e voltar a elite do futebol paulista e porque não brasileiro.
A principal figura do América no jogo Fábrício estará em campo mais uma vez, sobre os comandos de C. Rossi assim como na A2, mas esperamso que dessa vez não cobrando penalty.
Ma falando um pouco do jogo de amanhã, a Ferrinha está animada com a estréia, vitória por 4x1 contra o Grêmio Catanduvense, e espera seguir forte na Copinha, já o América vem de um empate em casa contra o Mirassol e busca uma reabilitação no campeonato e mostrar a que veio na competição.
Esee importânte e tradicional duelo do interior paulista terá a transmissão da rede vida de televisão a partir das 19 Hrs hoje.

Ficha técnica
Ferroviária
Guilherme; Amarildo, André e Fernando; Pedro, Henrique, Paulo Henrique, Laerte e Fernando Luiz; Danilo e Fernando Mineiro. Técnico: João Martins.

América
Rodolfo; João Vítor, Diego Pedroso, Rafael Pioto e Eugênio; Márcio, Fabrício e Cacique; Cortez, João Henrique e Alexandre Bortolato. Técnico: Carlos Rossi.

Copa Paulista 2° Rodada Grupo 1
Ferroviária X América
Data: 18/07/2009 Horário: 19:00Estádio: Dr. Cândido de Barros Cidade: ARARAQUARA
Arbitro : Mauricio Antonio Fioretti
Arbitro Assist 1 : Eduardo Vequi Marciano
Arbitro Assist 2 : Wendel Almeida da Silva
Quarto Arbitro : André Ribeiro Pinheiro

domingo, 12 de julho de 2009

América tropeça na estréia

Jogando pela Copa Paulistahoje de manhã o América ficou apenas no empate com a equipe B do Mirassol.
No primeiro tempo o América mandou no jogo, marcou em cima, não deixou o Mirassol criar e fez o seu gol após cruzamento pela direita, Cortez fez de cabeça, abrindo o placar para o Mecão.
Logo em seguida o América acertou uma bola na trave, terminando sem nehuma outra chance criada.
No segundo tempo logo de cara o América teve uma grande chance, após cobrança de escanteio Cléber cabeceia no travessão e bate na linha, mas a torcida reclama de ter sido gol, depois disso o Mirassol mandou no jogo, em duas chances criadas fez dois gol, e o América conseguiu empatar só no fim com Aluízio em grande chute colocando a bola no anglo.

O América jogou com Rodolfo; Juninho, Diego Pedroso, Cléber e Eugênio; Márcio, Fabrício e Cacique; Cortez, Bodinho e João Henrique.
Próxima partida será sábado em Araraquara contra a Ferroviária

Mais América

Essa semana diretores do Santo André visitaram o estádio Teixeirão, o objetivo da equipe Andraense é alugar o estádio para a partida do Brasileiro série A envolvendo a mesma e o Corinthians, a chance de acertar esse jogo é grande mais ainda não está definido, o Teixeirão tem capacidade para 32 mil pessoas.

domingo, 5 de julho de 2009

Curtinhas do América

América não prevê dificuldades de entrosamento

Com 14 jogadores contratados, o América segue em pré-temporada de olho na disputa da Copa Paulista. Apesar do grande número de jogadores que chegam, o diretor de futebol, Edilson Lugui, acredita que não haverá dificuldade de entrosamento, pois dez atletas são remanescentes da disputa da A-2.

Rubro quase pronto

Com elenco formado por 24 jogadores, as contratações estão quase encerradas. “Estou para acertar com um lateral-esquerdo e um volante, o resto está tudo completo”, disse Lugui. O diretor considera que nas demais posições o time não possui nenhum carência.

Patrocínio é o maior problema

A maior dificuldade encontrada pelo time de São José do Rio Preto é a redução dos valores pagos pelos patrocinadores. “A grande complicação que estamos enfrentando é de patrocínio, pois a transmissão da televisão é diferente, então, como a visibilidade não é a mesma que a da disputa da A-2, os valores foram reduzidos”, contou.

América Futebol Clube

América Futebol Clube
blog não oficial